Banner 1

 


O ABC é o campeão potiguar de 2020. O Alvinegro empatou por 1 a 1 com o arquirrival América-RN na tarde de segunda-feira, feriado da Independência, e conquistou o título do segundo turno. Como já havia vencido o primeiro turno, assegurou o troféu do estadual de forma direta, sem a necessidade de finais. Zé Eduardo marcou para o América, e Paulo Sérgio deixou tudo igual no Frasqueirão, em Natal.

Invicto

O ABC alcançou o 56º título potiguar da sua história. É o maior vencedor de estaduais do Brasil. Este de 2020 é especial por ter sido de forma invicta. Em 16 jogos, foram 13 vitórias e três empates.

O último jogo?

Sete meses após fraturar a tíbia, o atacante Wallyson voltou a atuar pelo ABC nesta segunda-feira. Entrou nos acréscimos e, após o apito final, foi bastante festejado pelo técnico Francisco Diá e pelos companheiros. Após levantar a taça, o jogador de 31 anos concedeu entrevista à TV FNF e revelou que pode ter sido o último jogo com a camisa alvinegra. "Hoje pode ser o último jogo da minha carreira aqui. Minha história, o respeito, ninguém vai me tirar. É muito difícil ficar. Não vou mentir para vocês", declarou.

Primeiro tempo

Na estreia do técnico Paulinho Kobayashi, o América entrou com uma postura totalmente diferente e teve amplo domínio do primeiro tempo. O time rubro se impôs e jogou dentro do campo do ABC, que só se defendeu. O gol, merecido, saiu aos 33 minutos. Zé Eduardo, em cobrança de pênalti, fez o quinto gol dele em quatro jogos com a camisa rubra. O meia Rondinelly, estreante do dia, também levou perigo e poderia ter ampliado.

Segundo tempo

O ABC voltou para a segunda etapa com duas mudanças - Berguinho e Reginaldo entraram - e mais aceso. O empate veio em cobrança de falta perfeita de Paulo Sérgio, aos 10 minutos. O jogo ficou bem movimentado e Zé Eduardo desperdiçou uma das melhores chances, com Rafael batido. André Krobel, em falta, quase surpreendeu Rafael. O ABC também tinha espaço para contra-atacar, mas errava o último passe. O América reclamou de pênalti aos 39 minutos, em lance que a bola tocou no braço de Richardson dentro da área. Wallace Pernambucano, na sequência, acertou o travessão. Aos 44 minutos, sim, o árbitro Caio Max viu o toque no braço de Paulo Sérgio e marcou o pênalti para o América. Romarinho cobrou para fora, para desespero dos companheiros e da comissão técnica. Ainda deu tempo de Wallyson voltar aos gramados após sete meses, recuperado de uma cirurgia na tíbia.

Globo Esporte



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem