Banner 1

 


O governo da Rússia anunciou na 2ª feira (7.set.2020) que o 1º lote da Sputnik V, vacina contra a covid-19, recebeu aprovação do serviço federal de vigilância sanitária do país, o Roszdravnadzor.

“O 1º lote da vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus passou nos testes de qualidade exigidos nos laboratórios de Roszdravnadzor e foi produzido para circulação civil”, disse o ministro da Saúde russo, Mikhail Murashko.

Segundo o ministro, a circulação civil significa que os cidadãos dos grupos de risco vão ser vacinados. Entre eles, professores e médicos. “Num futuro próximo está previsto o fornecimento dos primeiros lotes da vacina para as regiões”, disse.

A Sputnik V ainda está na fase 3 de testes. Mesmo assim, a Rússia aprovou a vacina.

Na 6ª feira (4.set.2020), a revista científica The Lancet divulgou 1 estudo (íntegra – 661 KB) que aponta que a Sputnik V não teve efeitos adversos e induziu resposta imune ao novo coronavírus. O estudo apresenta resultados referentes às fases 1 e 2 de testes.

A Sputnik V, que é uma criação de cientistas russos do Instituto Gamaleya, foi testada em 76 pessoas. Segundo a Lancet, os voluntários não apresentaram efeitos adversos até 42 dias depois da imunização dos participantes. Todos desenvolveram anticorpos para o novo coronavírus em 21 dias.

Poder 360



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem