BANNER 1

 

Vítima: Leonardo Borges

O segurança de eventos, Valderi Medeiros, principal suspeito de ter matado o cabeleireiro Leonardo Borges da Silva, de 22 anos, crime ocorrido na madrugada de domingo (23) em um espetinho no Alto São Manoel, em Mossoró, se apresentou na segunda feira (24) na Delegacia de Homicídios.

Leia também

111° Homicídio em Mossoró 2020: Cabeleireiro baleado em espetinho no Alto São Manoel durante a madrugada morre na UPA do bairro

O investigado compareceu à especializada acompanhado de uma advogada e durante o depoimento ao delegado Leonardo Germano, preferiu se manter em silêncio sobre o caso e que só falaria na presença de um juiz. Segundo uma fonte, antes do depoimento formal e em conversa com os investigadores, Valderí teria dito que falaria tudo sobre o que aconteceu no dia do crime, mas na hora de botar no papel sua confissão, preferiu silenciar.

Após o depoimento, o investigado foi liberado para responder o inquérito em liberdade, uma vez que o mesmo se apresentou espontaneamente e apesar de ainda estar em situação de flagrante, a lei permite que o investigado fique solto até uma decisão judicial.

Para a Delegacia de Homicídios, o caso está esclarecido, uma vez que, pelos depoimentos de testemunhas prestados na DHM na segunda feira e outras evidências, direcionam a suspeita para o vigilante. Segundo a DHM outro fator preponderante para a investigação foi o fato de que a placa da moto usada na fuga, ter sido anotada por um popular e repassada para a Polícia Civil.

O delegado Leonardo Germano ouviu ainda na segunda-feira quatro testemunhas que estavam no espetinho na noite do crime. O inquérito deverá ser concluído ainda esta semana e remetido à justiça com pedido de medidas cautelares.

Fim da Linha


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem