BANNER 1

 

O número de casos confirmados e de óbitos ocasionados pelo novo coronavírus em Mossoró teve redução significativa em agosto ao igual período de julho. O percentual de infectados caiu 67% e o de mortes 63%.

A segunda maior cidade do Rio Grande do Norte registrou entre 1º e 20 de agosto 22 mortes provocadas pela Covid-19. De acordo com dados disponibilizados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) em seus boletins epidemiológicos divulgados diariamente, o município iniciou o mês com 182 óbitos e até a última quinta-feira, 20, registrava oficialmente 204 falecimentos.

Já no mesmo período do sétimo mês do ano, Mossoró registrou 36 mortes em razão do novo coronavírus. No dia 1º de julho, a cidade contabilizava 128 óbitos e até o dia 20, o número era de 164. Foram 36 falecimentos nos 20 primeiros dias de julho.

A redução em relação aos primeiros 20 dias de junho é ainda maior se comparado aos 20 dias de agosto. No período citado, a Capital do Oeste registrou 40 óbitos. Mossoró registrava no dia 1º de junho, 58 mortes provocadas pelo vírus e no dia 20 do mesmo mês, o número subiu para 98. A queda foi de 81%.

O dia 6 de julho foi o que mais teve mortes em decorrência da Covid-19. Naquele dia, sete pessoas morreram por consequência do vírus. Outro com alto número de óbitos foi o dia 21 de junho, com seis mortes confirmadas. Os dias 14 e 29 de maio, 06 e 12 de junho e 17 de julho tiveram a confirmação de cinco óbitos pelo vírus.

INFECTADOS

Até a última quinta-feira, 20, a cidade contabilizava 5.907 contaminados pela Covid-19 e iniciou o mês com 5.166 casos confirmados da doença. No período foram 741 novos infectados pelo novo coronavírus no município.

O mesmo período de julho acumulou 1.244 casos. Em 1º de julho, Mossoró tinha 3.057 casos confirmados de Covid-19. Já no dia 20 do mesmo mês o número de infectados era de 4.301 pessoas contaminadas.

Os 20 primeiros dias de agosto somaram menos casos confirmados do novo coronavírus do que os 20 primeiros dias de junho, mas, com percentual menor do que o registrado entre julho e agosto.

O período de 1º a 20 de junho registrou 906 casos. A cidade contabilizava no primeiro dia de junho 1.110 casos e no dia 20, o total de 2.106 contaminados. O índice em relação a junho ficou em pouco mais de 22%.

A taxa de incidência da doença está em queda desde a Semana Epidemiológica nº 28 (entre os dias 05 e 11 de julho). A informação consta no Boletim Epidemiológico – edição especial, divulgado na última quarta-feira, 19.

Para fins de análise, considerando o delay para entrada das informações, a Secretaria Estadual de Saúde considera os dados correspondentes até a semana epidemiológica 32.

BAIRROS

Ainda de acordo com o levantamento do LAIS/UFRN, o Abolição (que compreende os Abolições 1, 2, 3 e 4) continua como o bairro com o maior número de casos confirmados da Covid-19. Ao todo, quase 10% (9,93%) dos infectados moram na localidade.

O bairro Aeroporto vem logo na sequência com 9,22% dos casos. Nova Betânia, Santo Antônio e Belo Horizonte são outros bairros com índices acima dos 7%. O primeiro tem 7,80% e os dois últimos, 7,09%.

Três bairros ainda não têm casos confirmados da doença. São eles: Planalto 13 de Maio, Alagados e Pintos.

MÉDIA MÓVEL

A média móvel de óbitos na cidade está em uma por dia e a de casos confirmados em 57 infectados também por dia, de acordo com monitoramento do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN).

Para calcular a média móvel, basta somar o número de casos ou mortes do dia com o dos 6 dias anteriores. Para saber a tendência, é preciso calcular a variação percentual das médias móveis em um intervalo de 14 dias. Esse indicador permite mostrar onde as mortes causadas pelo novo coronavírus estão aumentando, diminuindo ou estáveis.

Por exemplo, a média móvel do dia 14 será comparada com a média móvel do dia 1º. Se este percentual for de até 15%, é considerado estável. Se for acima de 15% positivos, está em crescimento. Se for mais de 15% negativos, está em queda.

VEJA NÚMEROS

ÓBITOS

20 primeiros dias de agosto (22)

01 – 182 óbitos

20 – 204 óbitos

20 primeiros dias de julho (36)

01 – 128 óbitos

20 – 164 óbitos

20 primeiros dias de junho (40)

01 – 58 óbitos

20 – 98 óbitos

20 primeiros dias de maio (18)

01 – 15 óbitos

20 – 33 óbitos

20 primeiros dias de abril

01 – 02 óbitos

20 – 08 óbitos

CASOS CONFIRMADOS

20 primeiros dias de agosto (741)

01 – 5.166 infectados

20 – 5.907 infectados

20 primeiros dias de julho (1.244)

01 – 3.057 infectados

20 – 4.301 infectados

20 primeiros dias de junho (906)

01 – 1.110 infectados

20 – 2.016 infectados

20 primeiros dias de maio (475)

01 – 190 infectados

20 – 665 infectados

20 primeiros dias de abril (85)

01 – 20 infectados

20 – 105 infectados


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem