Banner 1


Um grupo de 320 funcionários foi demitido da fábrica do grupo Guararapes, ligado às lojas Riachuelo, no município de Extremoz, região metropolitana de Natal. O caso aconteceu na terça-feira (14).

Segundo a própria empresa, o motivo foi uma readequação por causa da pandemia do novo coronavírus, que atingiu o setor de varejo. Em todo o Brasil, a marca tem 40 mil funcionários.

"A Riachuelo esclarece que está passando por uma readequação do seu negócio neste momento em que todo o varejo, um dos setores mais afetados da economia, foi desafiado pela pandemia", disse a empresa, em nota.

"O Grupo emprega mais de 40 mil pessoas em todo o país e segue totalmente comprometido com seus planos para o Brasil e em preservar ao máximo seus colaboradores, que estão no coração da estratégia da companhia", concluiu.

Em março, já durante a pandemia, a empresa suspendeu o funcionamento dos seus parques fabris - temporariamente e deu férias coletivas a 12 mil funcionários. A empresa também tem uma fábrica em Fortaleza.

A fábrica da Guararapes, no distrito industrial de Extremoz, conta com cerca de 7 mil funcionários. A empresa foi fundada pelo potiguar Nevaldo Rocha, que faleceu no mês de junho, aos 91 anos.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem