BANNER 1


O Rio Grande do Norte registrou a sexta morte de médico do estado provocada pelo novo coronavírus.

O pediatra Nivaldo Sereno de Noronha Júnior morreu na manhã desta quarta-feira (1º), devido a complicações causadas pela doença. Ele estava internado na Casa de Saúde São Lucas, em Natal e não resistiu à Covid-19.

Além de Nivaldo Júnior, outros 5 médicos do Estado já perderam a vida para o coronavírus. Relembre abaixo:

Samir Assi João - Cirurgião Geral

O médico morreu há 3 dias, no domingo (28). Samir Assi tinha 61 anos e havia se afastado de suas atividades para tratamento da doença no dia 1º de junho.

Além de Cirurgia Geral, Samir Assi João também era professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e atuava no Hospital Giselda Trigueiro, unidade referência em infectologia no estado.

Adelmaro Cavalcanti - Anestesiologista

No dia 18 de junho morreu o médico anestesiologista Adelmaro Cavalcanti, também em Natal. Adelmaro tinha 62 anos e estava internado desde o início do mês no Hospital Promater, na Zona Sul.

Adelmaro Cavalcanti foi secretário de Saúde Pública do Rio Grande do Norte na gestão de Wilma de Faria. O médico também foi candidato a vice-prefeito de Natal, na chapa com Fátima Bezerra em 2004.

João Batista Medeiros Costa - Gastroenterologista

O médico João Batista Medeiros Costa tinha 65 anos e foi a terceira vítima entre os médicos do Rio Grande do Norte.

O médico gastroenterologista também estava internado em Natal, mas não resistiu a doença e morreu no dia 23 de maio.

Além da atuação como médico gastroenterologista, João Batista foi professor de vários cursinhos preparatórios para vestibular em Natal e ainda tenente médico no 16° Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército.

Élio César Marson - Cirurgião Plástico

Em 16 de abril o RN perdeu o segundo médico vítima da Covid-19. O cirurgião plástico Élio César Marson chegou a passar 15 dias internado em um hospital de Mossoró, mas não resistiu à doença.

Dr. Élio César possuía um clínica de cirurgia plástica em Mossoró e também era médico do Serviço Móvel de Urgência (Samu) da cidade.

Maria Altamira - Proctologista

A primeira vítima da Covid-19 entre os médicos do estado foi a proctologista Maria Altamira, de 71 anos, ela também foi a sétima vítima da doença no estado.

Dra. Altamira morreu no dia 5 de abril, por complicações causadas pela doença. Na época do falecimento da médica ainda não existia transmissão comunitária no estado.

Ela havia voltado de uma viagem para os Estados Unidos, onde provavelmente contraiu a doença. Começou a sentir os sintomas em 21 de março e morreu 15 dias após.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem