Banner 1


Até esta terça-feira (2) o Brasil registrou 30.079 mortes provocadas pela Covid-19, além de 530.733 casos confirmados da doença em todo o país.

O diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, destacou nesta segunda-feira (1º) que o Brasil foi um dos países com o maior aumento do número de casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Também afirmou que o país está entre aqueles que não chegaram ao pico da transmissão.

Há 15 dias, quando o então Ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão do cargo, o país registrava cerca de 15 mil mortes pela doença. O número mortos dobrou neste período.

Desde 22 de maio, o Brasil é o segundo país com mais casos confirmados de Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que registravam mais de 1,7 milhão de casos neste domingo (31), segundo balanço global feito pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

No sábado (30), o Brasil passou a França em número de mortes por Covid-19, quando o país europeu, um dos mais afetados pela pandemia, tinha 28.774 mortos no balanço da Johns Hopkins.

O balanço do Ministério da Saúde na segunda (1º) informou 29.937 mortos e 526.447 casos. Somos o quarto país em número de mortos pela doença, atrás de EUA, Reino Unido e Itália.

Das 20 cidades com maior mortalidade no Brasil, 16 estão na Região Norte. No ranking, aparecem cinco capitais, nesta ordem: Belém (4°), Fortaleza (6°), Recife (8°), Manaus (11°) e Rio de Janeiro (17°).

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem