BANNER 1



O novo ministro da Saúde, Nelson Teich, disse em um vídeo gravado para o IX Fórum Nacional Oncoguia, que aconteceu em 2019, que como o dinheiro do sistema de saúde é limitado, o profissional tem que fazer escolhas. "Eu tenho uma pessoa mais idosa, que tem uma doença crônica avançada e teve uma complicação. Pra ela melhorar, eu vou gastar praticamente o mesmo dinheiro que eu vou gastar para investir num adolescente que está com um problema, o mesmo dinheiro que eu vou investir é igual. Só que essa pessoa é uma adolescente que vai ter uma vida toda pela frente. E a outra é uma pessoa idosa que pode estar no final da vida. Qual vai ser a escolha?", disse o agora ministro.

Teich falava sobre a gestão do dinheiro no sistema de saúde. "A primeira coisa que você tem que mapear quais são as necessidades da população. A segunda coisa é quanto dinheiro você tem?", iniciou. "Como você tem um dinheiro limitado, você tem que fazer escolhas, então você tem que definir onde você vai investir", disse Nelson.

"Duas coisas que são importantíssimas na saúde hoje é: o dinheiro é limitado e você tem que trabalhar com essa realidade. E outra é que escolhas são inevitáveis, quais escolhas você vai fazer?", indagou.

A discussão apresentada por Teich não é nova na medicina e ganha novas abordagens conforme a pandemia de covid-19 avança pelo mundo. Na Itália, país em que o número de mortes disparou e o sistema de Saúde não teve estrutura para fazer frente à demanda, diversos profissionais encararam esta situação.

Congresso em Foco



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem