BANNER 1


Os números mais recentes mostram que o Rio Grande do Norte possui na terça-feira (14) 376 casos confirmados de Covid-19, 2.430 suspeitos, 1.948 descartados e 18 óbitos. Outros nove óbitos estão em investigação. O boletim epidemiológico com o detalhamento de todas as informações está disponível no site da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). As ocorrências mostram que o novo coronavírus chegou a todos os municípios do Estado e 140 cidades já registram casos suspeitos.

O secretário adjunto de Saúde do Estado, Petrônio Spinelli, voltou a convocar, em entrevista coletiva na Escola de Governo, toda a sociedade para "continuarmos trabalhando juntos no enfrentamento a um inimigo que é extremamente perigoso, a Covid-19. O momento é de evitar fake news e respeitar as orientações do Governo de isolamento social, ficar em casa".

O Governo tem planejamento estratégico progressivo que se adequa ao comportamento das contaminações. No quadro de terça-feira (14), há 26 pessoas internadas em leitos de UTI semi-intensivos nos hospitais da rede pública estadual, que têm uma oferta de 70 leitos. De acordo com Petrônio Spinelli, nos próximos dias mais 35 leitos de UTI estarão disponíveis em Mossoró e outros 30 leitos em Natal. Outras regiões também receberão novos leitos de UTI de acordo com o comportamento da curva de contaminação.

"Progressivamente, estaremos ofertando mais leitos de assistência a pacientes da Covid-19. O caráter desta pandemia demonstra que o contágio vai se ampliar e todas as portas do SUS devem estar abertas. Estamos construindo uma rede para atender todas as regiões do Estado. E é preciso pactuar com administrações municipais, com parceiros privados e com o Governo Federal. Nesse momento não pode caber visão egoísta", afirmou Spinelli.

Ele ressaltou a importância também dos pequenos municípios ofertarem assistência de média e baixa intensidade para atender e estabilizar pacientes. "O Estado precisa focar principalmente nos pacientes graves. Por isso é preciso estabelecer uma lógica de cofinanciamento com as prefeituras, até por que os recursos que estão sendo liberados para o SUS pelo Ministério da Saúde são específicos para a Covid-19. E são recursos no montante de R$ 30 milhões", alertou, para concluir: "A Secretaria de Saúde do Estado acompanha os números para orientação e adequação das ações aos pacientes mais críticos, executa um plano de atendimento regionalizado e deve ter a parceria dos municípios para o atendimento aos pacientes que não presentam gravidade".

O planejamento do Governo do Estado também contempla abrir leitos de UTI infantil no Hospital Maria Alice Fernandes, em Natal, e em Mossoró.

SUPERMERCADOS

O Governo do RN continua mantendo entendimentos com a Associação dos Supermercados do RN (Assurn) para definir a melhor forma de funcionamento dos estabelecimentos sem comprometer as medidas de isolamento social.

"Continuamos em amplo diálogo como a sociedade. Devemos priorizar cuidar da saúde da população, mas sempre atentos à economia do Estado. Neste sentido, estamos construindo um acordo com a associação dos supermercados, com o Ministério Público do Trabalho e com as prefeituras para superar o conflito de normas que está ocorrendo", explicou Carlos Eduardo Xavier, secretário de Tributação do Estado.

Hoje está em discussão a proposta de até 23 abril os supermercados funcionarem no horário das 07h às 22h. Os trabalhadores do horário de 20h às 22h devem ter o transporte de retorno para casa fornecido pela empresa. Aos domingos, os supermercados ficariam fechados, mas funcionariam, dia 21, feriado. "Esta é a proposta que estamos alinhando durante o dia de hoje e que se for aprovada será submetida à Justiça para se tornar a norma única", finalizou Carlos Eduardo.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem