BANNER 1


A Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (14) o texto da medida provisória do "trabalho Verde e Amarelo", que reduz encargos para patrões que contratarem jovens no primeiro emprego e pessoas acima de 55 anos que estavam fora do mercado formal.

Em votação remota, comandada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o texto-base foi aprovado por 322 votos a 153, com duas abstenções. Durante a sessão, partidos de oposição fizeram obstrução por mais de cinco horas. Agora, os deputados vão votar propostas de alterações ao projeto.

A MP precisa do aval também do Senado até 20 de abril para não perder a validade.

Chamado de "trabalho Verde e Amarelo", o programa reduz obrigações patronais da folha de pagamento para contratação de jovens de 18 a 29 anos que conseguem o primeiro emprego formal e com remuneração de até um salário mínimo e meio (R$ 1.567,50), informam os jornalistas Danielle Brant e Thiago Resende na Folha de S.Paulo.

Brasil 247



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem